EXAME DE MORMO PODE ACABAR AINDA ESTE ANO


O exame de Mormo que tem afetado os desfiles farroupilha, rodeios e cavalgadas nos últimos anos, pois nem todos tem dinheiro para este exame que eles declaram não encontrar nunca, "o tal Mormo", porém, afeta as economias de peões e prendas que querem fazer parte dos eventos desta natureza.

Na coluna do jornal Zero Hora, o jornalista e tradicionalista, Giovani Grizotti, destaca que exames serão feitos em 5.000 mil animais, após coleta de sangue, e se não foi constatado nada, o caminho pode estar aberto para aqueles que estavam indignados com a feitura do exame, que na verdade não resolve nada.

Veja abaixo a publicação que veiculada na edição do Jornal Zero Hora.

"A secretaria da Agricultura poderá acabar com a exigência para o exame de mormo, para os cavalos. Ao longo de 2019, serão coletadas 5.000 amostras de sangue dos animais. Se nenhuma der positiva, o estado será considerado zona livre da doença. O exame e os testes de influenza e anemia, são condição para obter a Guia de Trânsito Animal, necessária para deslocamentos a rodeios e cavalgadas. O assunto começou a ser tratado na gestão do secretário da Agricultura Ernani Polo. E segue com o secretário Covatti Filho". 


'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();