SANTIAGO DECRETA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

Foto:NovaPauta
Neste mês de janeiro o acumulado de chuvas ficou próximo de 400 mm. Os grandes volumes de água registrados nos dias 07 e 10 causaram uma série de estragos no interior do município, com prejuízos em cabeceiras de pontes e em estradas. E nesta quinta, 17, foram 80 mm na zona urbana, que causaram alagamentos em vários pontos. Conforme o prefeito Tiago Gorski Lacerda, na zona rural os danos foram em mais de 1,2 mil quilômetros de estradas no interior e na cidade houve prejuízos para muitas famílias. "Ninguém precisou sair de casa, mas várias pessoas perderam móveis, eletrodomésticos e alimentos", lamentou. 

O município ainda está fazendo levantamento dos estragos, mas foram grandes. Várias famílias rurais relataram perdas na produção. Por isso, o prefeito assinou o Decreto de Emergência na tarde desta sexta,18.

Por ora, a Administração de Santiago está focada para resolver os problemas resultantes da chuvarada. A Secretaria de Obras está com todas as suas equipes a postos para solucionar problemas em bocas de lobo, iluminação; a SMEEC prestou apoio às escolas atingidas; a equipe da Agricultura atende o interior e o Desenvolvimento Social dá apoio às famílias mais atingidas. "Demos atendimento a todas as famílias que tiveram casas alagadas em que houve a necessidade de auxílio, como de cestas básicas. E estamos recebendo doações de móveis e colchões para repassar aos que necessitam", observa a secretária Denise Cardoso.

Fonte: Assessoria de Comunicação/PMSantiago



'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();