DEPUTADO PAULO PIMENTA É ACUSADO POR SEU PRIMO MAÍCO DE OPERAR UM ESQUEMA DE FRAUDE NA FRONTEIRA DO RIO GRANDE DO SUL


O médico veterinário Antônio Mário Pimenta (Maíco) primo do deputado federal Paulo Pimenta líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara Federal, através de matéria de Giovani Grizotti que foi veiculada no programa Bom Dia Rio Grande da RBS TV, edição desta segunda-feira (28/01), acusou o parlamentar de operar um esquema de fraude na fronteira do Rio Grande do Sul. 

Na entrevista Maíco, diz que o deputado Pimenta era operador de um sistema que lesou produtores rurais de arroz do município de São Borja em pelo menos R$ 12 milhões. Paulo Pimenta é investigado por estelionato no Supremo Tribunal Federal desde 2012, onde um parecer da Procuradoria Geral da República afirma existir "indícios que apontam ser o deputado federal o verdadeiro proprietário da arrozeira, ou, ao menos, como quem mantenha com a citada empresa algum grau de vinculação que o faça também responsável pelas fraudes noticiadas".

Antonio Mário Pimenta diz que o parlamentar seria o "operador" de um esquema do qual também fariam parte um advogado e lobista de Brasília e o ex-diretor de Infraestrutura do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Hideraldo Caron, afilhado político de Pimenta, que deixou o governo Dilma em 2011 por suspeitas de corrupção.

No entanto, o negócio supostamente lucrativo virou frustração. Maíco descobriu que a carga de R$ 8 milhões de arroz não existia. E, ao checar a autenticidade de laudos usados para atestar a quantidade e qualidade do cereal, descobriu que os papéis eram falsos. Alertada por Maíco, a empresa certificadora, a Clacereais, com sede em Pelotas, denunciou o caso à Polícia Federal em 2009.

Matéria completa você toma conhecimento a seguir, no site G1 do grupo RBS TV:https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2019/01/28/primo-de-paulo-pimenta-acusa-o-deputado-de-operar-esquema-de-fraude-na-fronteira-do-rs.ghtml
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();